28 de dezembro de 2013

No Strategy, Just Tactics

No documentário “The Gatekeepers”, às tantas, um dos ex-chefes da “inteligência” israelita diz uma frase tão forte sobre o conflito Israelo-árabe, que acaba por se tornar o título de um dos capítulos do documentário. “No Strategy, Just Tactics”, é esta a frase que Avraham Shalom usa para descrever a escabrosa governação de Israel perante a Palestina, desde os primeiros anos da sua fundação.


lol. A primeira imagem que me aparece quando googlo por "tactics". À medida. :)


Durante anos e anos, o Sporting não teve estratégia alguma para o seu futebol. Foi sempre óbvio que nunca houve um “grande” plano no Sporting, até mesmo o infame “Projecto Roquette” nunca passou disso mesmo: um projecto. A partir daí, o que assistiu em Alvalade foi um desfilar de tácticas, conduzidas por quem geria o futebol na altura – Freitas, Peseiro, Bento, Soares Franco, JEB, Costinha, Couceiro, GL, Jesualdo – e nunca se vislumbrou uma verdadeira estratégia no clube, nem nada que se pareça. Todas as decisões tomadas por dirigentes do Sporting sempre pareceram mais reações a algo do que ações em si mesmo.

Sempre que se apontava a Lua aos dirigentes do Sporting, estes não olhavam para o corpo celeste mas sim para o dedo de quem a apontava.

A grande dúvida que tinha era saber se Bruno de Carvalho foi apanhado desprevenido - ou não, com a arbitragem do Manuel Mota. Por momentos, após ter visto a já célebre “descasca” que BdC deu no final do jogo e ouvido e lido as mais diversas opiniões sobre o assunto, temi que ele se tivesse passado apenas e que tivesse dado parte “fraca” com aquelas declarações. Como os nossos detractores gostam de nos chamar, que nos tivéssemos armado em “calimeros”.

(É óbvio, para qualquer tipo intelectualmente honesto, que o Sporting tinha razões de queixa neste jogo com o Nacional, fazendo ou não, as declarações de BdC parte de uma eventual estratégia. Basta recordar os golos de Jackson, esta época, contra o Paços de Ferreira e Braga, ambos de cabeça. Se fosse o Slimani... melhor, se fosse o Jackson jogador do Sporting, e ambos teriam sido anulados por falta sobre o defesa.)

Mas depois leio o Jornal do Sporting, onde se escalpeliza a estrutura da arbitragem em três páginas como nunca antes nenhum jornal desportivo o tinha feito em milhares e milhares de páginas e lembro-me que o seu director se chama José Quintela, de quem um seu aluno escreveu algures na net (blog, facebook?) que era um “génio da comunicação”. Ouço atentamente Fernando Seara – que também compra e lê o Jornal do Sporting, btw – a elogiar a “estratégiacomunicacional” do Sporting e as dúvidas começam a dissipar-se.

Quando finalmente ouço o José Eduardo, ex-jogador do Sporting e um apoiante de BdC desde o início, a dizer n’A BOLA TV, desvendando que “"Um elemento da estrutura do Sporting disse-me, antes do jogo, que tinham ido receber o árbitro e ele fora muito agressivo, com grande rigidez, demonstrando mau estar”, as dúvidas terminam. Bruno de Carvalho, no final do jogo do Nacional, não falou devido aos 15 minutos finais do jogo.

Bruno de Carvalho, antes do jogo, já sabia que o Sporting ia ser “gamado” naquele jogo. A conferência de imprensa no final do jogo fez parte da táctica de expor as vergonhas dos jogos terminados de forma a preparar o(s) jogo(s) seguinte(s). 

Se quero comprar um telemóvel na Feira da Ladra por cem euros, começo por oferecer primeiro cinquenta, não dou logo os cem, porque senão acabava por o comprar por cento e cinquenta euros... Se não quero ser ainda mais roubado na 2ª volta da Liga, começo logo a queixar-me ( e com razão) na 1ª. A isto chama-se estratégia.


Sejamos claros: em trinta jogos de Liga, seremos roubados escandalosamente em quatro ou cinco. Até eu sabia disto, quanto mais BdC. Já passarem catorze jogos, fomos roubados em dois (Rio Ave e Nacional) e ainda continuamos em primeiro.

Eu vejo isto como um copo cheio. De champanhe, de preferência. 

Um Bom Ano a Todo/as!



P.S. Esqueci-me de juntar à estratégia delineada por Quintela e BdC, o good cop chamado Leonardo Jardim. De génio.

6 comentários:

RP disse...

Bom post e concordo inteiramente contigo. Uma das coisas que me chamou a atenção quando o Bruno de Carvalho assumiu a presidência do Sporting, e eu não o conhecia bem,foi a sua inteligência.Para muitos ele é um Vale e Azevedo verde, para outros, como é o meu caso,tenho esperança que ele se torne num dos melhores presidentes de sempre do Sporting, vai cometer erros, vai e já os cometeu, mas parece-me uma pessoa com qualidades para se tornar num grande líder. Um abraço e um bom ano de 2014

Dimitris Nalitzis disse...

Eu tenho andado um bocadinho menos atento que o costume a todos os programas e leituras afins. Não tinha reparado em metade das coisas que apontaste. Que grande posta!

O melhor foram aquelas "ajudas" nos jogos em que ganhámos por vários, para se criar a sensação de que já seríamos mais um clube do sistema, o novo Porto.

E o jeito que dá sermos grandes para dizer que também somos ajudados, mas sermos mais pequenos porque não entramos na luta pelo título há uns 3 anos?

É como sempre disse. Sozinhos, sem alianças com ninguém, vamos ser tão, mas tão mais fortes.

SL

Captomente disse...

@RP

De uma coisa tenho quase a certeza: não creio que veremos BdC a ser julgado por roubar o Sporting como Vale e Azevedo foi por ter metido ao bolso dinheiro do Benfica... até porque não temos dinheiro no clube p'ra alguém meter ao bolso. :P

Cometerá erros, obviamente, mas está à vista que o homem tem uma estratégia, um "grande plano" para o Sporting e isso é meio caminho andado para o sucesso.

Bom ano p'ra ti também.

SL


@Nalitzis

Convém sempre ouvir o que diz o Fernando Seara para "entendermos" o Sporting, às vezes até mais do que ouvir alguns ditos "Sportinguistas". O gajo sabe das cenas. A cena d'A Bola TV, não vi, li mesmo no jornal, costuma aparecer os resumos dos programas dos dias anteriores.

O Jornal do Sporting, subscrevi a versão online há um par de meses e dou por bem aplicado os 22€ anuais. Também se aprende muito por lá...

Gosto muito, mas mesmo muito, da forma como estamos a encarar a competição e os nossos rivais. Por exemplo, consegues imaginar algo semelhante a isto nos últimos 10, 15 anos?

"As claques do FC Porto, Super Dragões e Colectivo 95 – ambas legalizadas – foram ontem informadas de que os seus elementos não poderão entrar esta noite no Estádio de Alvalade com todo o material que habitualmente utilizam no apoio à equipa."

http://www.record.xl.pt/Futebol/Nacional/1a_liga/Porto/interior.aspx?content_id=860440


Ainda há pouco menos de um ano, Pinto da Costa estava a jantar na zona vip de Alvalade... onde sempre jantava, sempre que o Porto vinha jogar com o Sporting. Como diz o outro: Acabou-se a mama!

P.S. Esqueci-me de um outro importante factor na estratégia de BdC e do Sporting: é que, enquanto discutimos - nos jornais, tvs, blogs, etc - o que o presidente diz, ninguém discute as opções do treinador, as substituições, forma de jogadores, etc, etc...

SL

Anónimo disse...

Tanta demência.

Captomente disse...

What? Demência no futebol?! Como pode?! Tss Tss

Anónimo disse...

Como adepto sportinguista gosto do Bruno de Carvalho quando é frontal. Já não aprovo quando se põe com piadinhas tipo tirar o vermelho da bandeira. Deixe isso lá para o engraçadinho do norte. Porque nós somos diferentes, somos Sporting.