10 de novembro de 2014

Meterologia

Pós-jogo e pré-jogo

Ouvir e ler Sportinguistas a lamentarem-se do roubo de ontem na Choupana e em Alvalade é tão penoso e fastidioso quanto ouvir aquelas pessoas que se queixam do frio em Novembro e saem de casa de t-shirt vestida.

Ver árbitros a prejudicar o Sporting é tão normal como haver incêndios no verão. Quando era puto, dos meus sete ou oito amigos mais chegados, apenas um era Sportinguista, o resto era tudo benfiquista. Não havia nenhum portista, até porque moro cá p'ra baixo, em "Marrocos". Em oito árbitros nacionais, cinco são do Benfica, dois do Porto e um do Sporting. É a realidade.

Parece que agora, depois do jogo, descobriram a página pessoal do fiscal de linha que marcou fora de jogo ontem ao Slimani/Montero e que tem um "like" numa página chamada "Carrega Benfica" ou algo do tipo. E então, qual é a surpresa? Se ele tivesse um "like" na página da Juve Leo, aí sim, é que eu ficaria espantado. Hoje eu não quero saber nada sobre isso. Eu queria sabê-lo era antes do jogo, isso sim. Queria estar prevenido e agasalhar-me bem para a tempestade de Alvalade. Queria que o Inácio (não pode ser sempre o Presidente a dar o peito às balas) viesse falar, logo após a vitória sobre o Schalke ou num evento qualquer uns dias depois, caso ainda não se soubesse das nomeações, e dissesse aos Sportinguistas e quem mais o ouvisse "Meus amigos, vem aí tempestade no domingo. Vai começar logo na Madeira, com o nosso velho amigo anti-clicone Bruno Paixão e que promete devastar tudo o que apareça à frente do Benfica e terminará em Alvalade com um fiscal de linha que parece que tem "likes" em páginas do Benfica e de quem poderemos esperar tudo menos um sol acolhedor. Preparem-se!"

É a única forma de prevenção (lícita!) que conheço contra a praga de maus árbitros que temos em Portugal: condicionamento. Falar antes dos jogos, não depois.


O fiscal de linha é lampião. Supresa do caralho.


O relvado

Temos um relvado de candidato à manutenção na Liga, nunca de um candidato ao título. Não era espetador atento mas creio que Marco Silva nunca teve um relvado tão mau ao seu dispor durante os três anos que esteve no Estoril. O futebol rendilhado do Sporting, de pé-para-pé, exige um tapete liso, com relva mesmo e, acima de tudo, sem irregularidades. Nem o Ronnie O'Sullivan conseguiria ganhar um jogo de snooker se tivesse de o fazer numa mesa descaída, desalinhada e com um tapete gasto e rasgado e cheio de buracos produzidos pelas cinzas de cigarros...

Sim, o problema do relvado de Alvalade é um problema de anos, crónico e todos nós perguntamos "como é que se resolve"? Não sei mas sei que o relvado de San Ciro também tinha problemas crónicos e resolveu-se, mantendo duas equipas a jogar lá semanalmente e sem recurso a relvados artificiais. E não creio que em Milão haja mais horas de sol do que há em Lisboa. Sei apenas que no dia em que se colocar um relvado artificial em Alvalade será o dia em que deixarei de ir ver jogos do Sporting ao estádio.


A equipa

Não sou expert, não percebo nada de tácticas, o que eu vejo é uma equipa, sobretudo no meio-campo, cansada e sem saber muito bem se há-de pressionar lá à frente a ou vir defender cá atrás. Com Jardim, William não tinha de se preocupar muito. Podia passar a linha de meio campo mas só um passo ou dois. Mais do que isso, não. Com Marco Silva, vemos o William mais perto da área adversária, a combinar com Adrien e J. Mário, é bonito e tal, mas quando perdemos a bola, é aflitivo vê-lo correr atrás dos adversários até à nossa área e constatar que não é capaz de os ultrapassar em corrida. Já no ataque, aquilo que parecia ser uma benção pode, de um momento para o outro, transformar-se num pesadelo. Falo da "dependência" de Nani na construção ofensiva da equipa (eia, parecia agora o Freitas Lobo!). Há momentos do jogo em que o futebol do Sporting parece uma partida de basquetebol da NBA, quando os 24 (ainda são 24?) segundos de ataque começam a terminar e os jogadores começam a passar a bola apressadamente uns para os outros, à procura do melhor jogador da equipa, esperando que seja este a resolver o assunto, seja com um triplo ou uma arrancada direito ao cesto.

Convenhamos, a distância da linha dos três pontos para o cesto é bem mais curta do que ir de fora da grande área até à baliza...


O Futuro imediato

Eu vi o jogo Arouca 1-2 Guimarães na sexta feira. Vi a falta sobre o guarda redes do Arouca no 1-1 e vi as faltinhas que Jorge Sousa ia marcando. Vi as faltas que deram os amarelos ao jogador do Gil Vicente que foi expulso na primeira parte do Braga 2-0 Gil Vicente. Vi a segunda parte do Nacional 1-2 Benfica. Vi o jogo do Sporting ontem.

Esqueçam o título. Está entregue ao Benfica. O nosso "campeonato" será, até ver, com o Porto, na luta para o 2º lugar (e acesso direto à Champions). Porém, se dermos mais abébias como demos ontem com o Paços ou com o Belenenses, esqueçam isso também e preocupem-se com Braga e Guimarães. Peço desculpa a todos os bloggers e outros Sportinguistas que ainda "acreditam" e mantém um discurso positivo - aliás, respeito-os por isso - mas eu não acredito no título esta época. Não com este relvado, não com estas equipas que-não-vão-jogar-com-o-autocarro-lá-atrás-mas-depois-é-só-vê-las-com-os-pneus-furados-durante-o-jogo-todo, não com estas arbitragens, não com estes rivais. Não. Mais depressa acredito num Sporting campeão europeu do que num Sporting campeão nacional.

O futuro depois do imediato

Para terminar, eis o meu desejo para a próxima época:

Espero que o pânico não se instale na cabeça dos nossos dirigentes, jogadores e treinadores e que mantenham o sangue frio. Concentrem-se em ganhar um título esta época (a Taça de Portugal, caralho!) e os Sportinguistas perceberão. Vamos perder Nani para o ano e, possivelmente, o Slimani. Não é preocupante. Se não sair mais ninguém e se reforçarmos a defesa e o ataque, então sim, acredito num Sporting verdadeiramente candidato. Mas com Marco Silva no banco, caso contrário... será um regresso ao passado.

10 comentários:

Germano Bettencourt disse...

O vosso maior problema, é que se deitam a pensar no Benfica.

Os fora de jogo só são milimétricos quanto interessa. Só são confusos pela presença de 3ºs em fora de jogo quando convém.

E pronto, está meio mundo preocupado com o Sporting. É isso não é?

O Benfica ontem foi prejudicado em 3 fora de jogo (2 não assinalados e um mal assinalado) e beneficiado em 1, que depois do jogo parado o jogador remata e mete a bola lá dentro. Mas que interessa isso, o importante era aquele que foi mal assinalado, esse era o único com influencia no resultado. Que lata.

Já agora, bem vindo ao 7º. :P

Um grande abraço.

Captomente disse...

lol

André Mendonça disse...

Não dá mesmo. É para esquecer.

Digo mesmo que depois do que se passou este fim-de-semana o melhor era mesmo o presidente vir dizer isso mesmo.

Caramba, os gajos podem errar, mas fodem sempre o mesmo? E para os outros em caso de dúvida benefeciasse o ataque só quando é para um lado. Ide-vos foder!

Valdemar Iglésias disse...

O que o Mendonça disse.

Germano Bettencourt disse...

Errar sempre para o mesmo lado? LOL

Eu não tenho dificuldade em admitir que fomos beneficiados naquele lance de fora de jogo. Mas daí a afirmar que era golo certo como vejo alguns, vai uma grande diferença.

O que eu acho estranho, é queixarem-se de uma arbitragem, num fora de jogo que dizem que não é, mas que se esquecem que o Slimani se faz à bola, e até se cruza com o Montero. Podem até entender que não tem interferência directa na jogada, mas só o facto de se fazer à bola, é meio caminho andado para ser assinalado o fora de jogo. Mas é uma opinião que vai sempre depender daquilo que o coração nos diz, como não sou Sportinguista, é isto que me diz, se não fosse, provavelmente não pensaria da mesma forma, if you know what I mean!! Depois também é estranho, esquecerem-se do pénalti que ficou por marcar contra o Sporting na 1ªparte. Acho mesmo muito estranha essa memória selectiva. É verdade que um lance aos 87' marca muito mais que um a meio da primeira parte, mas mesmo assim, tão isentos e imparciais que são os Sportinguistas, estranho este esquecimento.

Captomente, sabes que acompanho o teu blogue e gosto da tua escrita, não do que escreves, mas da forma como o escreves, e respeito muito as tuas opiniões, mas bolas, para quê prejudicar o Sporting? :P

Grande abraço

Dash disse...

Concordo com tudo e acrescento:Tudo vai ser feito para o benfica ser campeão e para o Sporting não ir às competições europeias. Há muito dinheiro em jogo este ano.
O futebol está cada vez mais podre e a caminhar para a morte. E é entalado entre os milhões que se ganham com os direitos televisivos e os milhões que se lavam às várias máfias do mundo que ele irá, salvo haja um milagre, morrer.

O Natal está quase aí disse...

Este pateta farta-se de chorar por causa dum fora de jogo bem assinalado, em que o slitosco claramente interfere na jogada. Mas do empurrão do cedric (ou outro perneta qualquer, nem sei) ao gajo do paços dentro da área parece que não existiu.

Não há paciência para tanto palerma.

Captomente disse...

@Germano,


Quero apenas assinalar o descanso celestial que invade as almas benfiquistas com o nosso futebolzinho de algum tempo para cá. Lembro-me muito bem - todos nos lembramos - de como vocês choravam por golos em fora de jogo, penalties mal assinalados, apitos dourados, davam cabeçadas no Proença, calduços em fiscais de linha, etc, etc... Que terá de então para cá que justifique tal mudança de espírito??

Abraço!


@André, não dá mesmo. SL


@Dash, digo-o sinceramente: eu não queria acreditar em tamanho maquiavelismo mas as provas do dia a dia começam a suportar essa tese...

Obrigado pelo comentário!

SL

Quanto ao nosso amigo @Natal, é uma delícia saber que há lampiões que se dão ao trabalho de vir cá comentar as minhas palermices.

Um obrigado do fundo do coração e Boas Festas! :)

O Natal está quase aí disse...

O ngb tem uma secção de comédia onde aparecem os blogs lagartos, quando quero dar uma risota vou até lá!

Germano Bettencourt disse...

@Captomente, tens razão. Choramos demais, e ainda continuamos a chorar. Como diz o "Gordo, vai á Baliza", enquanto não formos exigentes connosco e arranjarmos sempre desculpas, nunca sairemos desse ciclo vicioso.

Uma coisa é certa, quanto mais o Sporting se armar em vitima, e quanto mais atacar os árbitros, em caso de dúvida serão sempre prejudicados. Isso parece-me óbvio. Mas não o considero uma questão APAF como vocês querem pensar ser, considero a condição humana como fator.

Não gosto de ganhar com dúvidas de arbitragem. Não gosto mesmo, e aquele fora de jogo mal assinalado com, sei lá, 80% de probabilidade de se transformar em golo, foi algo que não me agradou.

Agora, também não gosto de vos ver tentar vender a ideia de que foram prejudicados no último encontro, porque não foram.

Abraço