11 de outubro de 2013

Guerra Preventiva ou como o Benfica já mexia na "fruta" antes de Pinto da Costa

Os Estados Unidos, os senhores do mundo, já o fazem há algum tempo (Bush utilizou essa hipócrita desculpa até à exaustão durante a sua presidência para, por exemplo, invadir o Iraque) mas talvez não há tanto como o Benfica, o "maior clube do mundo" e arredores.

Os "maiores" do Mundo, dizem eles.


É que já em 1980, o Benfica, através do seu dirigente na altura, Gaspar Ramos, fazia “guerra preventiva” ou, traduzindo para “futebolês”, já mexia na “fruta” do futebol nacional.

 Então não é que ontem, num programa de entrevistas da lampiã Leonor Pinhão, n’A BOLA TV, o ex-dirigente Gaspar Ramos, para mostrar aos actuais dirigentes benfiquistas que no seu tempo não se reagia a supostos erros de arbitragem mas antes, “prevenia-se” supostos ataques vindo do norte, confessou que se reunia com o então presidente dos árbitros e que dessas reuniões resultaram alterações (d)e nomeações de árbitros?

Confidenciou até que, por “alguém” lhe ter contado que, uma semana antes da final da Taça de Portugal de 1979/1980, o árbitro nomeado iria beneficiar o adversário, o Porto, almoçou com o presidente dos árbitros dias antes e dessa confraternização resultou a troca do árbitro e, por coincidência, o Benfica até ganhou depois essa final?

                           

 Sabia que Pinto da Costa tinha de ter aprendido com alguém como se mexer no “sistema”, só nunca pensei que fosse com um ex-dirigente do "maior clube do mundo".

2 comentários:

Carlos Atalaia disse...

Não sei se ainda vou a tempo. A minha vontade é dizer alguns palavrões.

Mas digo só para sentires vergonha do que escreveste e disto, que foi dito, precisamente pelo sr. Gaspar Ramos:

"Quando Sousa Cintra foi eleito, eu fui à sua tomada de posse e disse-lhe: "Olhe, eu ando aqui à uns anos sozinho numa guerra contra lá os de cima por causa das arbitragens. Eu gostava muito que nós nos juntássemos a combater este problema. Eu não quero ser beneficiado, quero isenção, não quero ser prejudicado." Sousa Cintra disse-me que falaríamos mais tarde sobre isso.
Passou-se muito tempo e nada de conversa. Estranhei. Vim então a saber que semanas após a tomada de posse houve um clássico Sporting-Porto. Soube então que o Sousa Cintra recebeu o Pinto da Costa e disse-lhe: "Você é um grande presidente, o FC Porto é um grande clube e nós juntos vamos destruir o Benfica!"

És um sportinguista nojento. O João Rocha sentia vergonha de vocês. Aqueles que foram ao Marquês festejar depois de ficar em 7º.

Captomente disse...

A sério, o Gaspar Ramos é teu tio ou isso, não é? ;)

Portanto, acharias bem que Sporting e Benfica se juntassem para dominar o "sistema" e lutar contra o Porto mas já és contra uma alegada "aliança" Sporting-Porto, é isso? A isso chama-se "hipocrisia".

Já eu, sou contra qualquer tipo de aliança ou substituição de "poder", como a tua direcção está a fazer neste preciso momento com o apoio declarado à direcção da FPF e com a guerra aberta à Olivedesportos.

Portanto, com o devido respeito, vai p'ró caralho. ;)

Saudações desportistas